Os Asteroides

Pequenos corpos do Sistema Solar têm passado turbulento

Para muitas pessoas,asteróides são grandes rochas que se deslocam ameaçadoramente pelo espaço,além de ótimos cenários para criar uma batalha aérea com canhões a laser.A sabedoria popular sustenta que são restos de formação de planetas.Sua história completa,entretanto,é mais complexa e menos conhecida.O que os astrônomos reuniram sobre asteróides é muito variado-desde rochas e amontoados flutuantes de pedras,miniplanetas com sinais de atividades vulcânicas passadas e até água em estado líquido-para ter uma origem comun.

Só o maior deles com mais de 100 km de diâmetro,data do ínicio do Sistema Solar ,há 4,6 bilhões de anos.Nessa época,o sistema planetário era,basicamente,uma multidão de asteróides ou,como os pesquisadores chamam nesse estágio inicial,planetésimos.Como o Sistema Solar adquiriu sua forma atual ainda é um mistério,mas a principal teoria é que a poeira primordial que girava em torno do sol em formação se condensou em corpos cada vez maiores.Algum desses objetos, então,se aglomeraram,formando planetas;acelerados pela gravidade de corpos maiores ,outros foram atirados para o espaço profundo;alguns se preciptaram em direção ao Sol ;e outros não sofreram nenhum desses processos.Esses sobreviventes permanecem sozinho em bolsões,onde os planetas os abandonaram,especialmente na fenda entre as órbitas de Marte e Júpiter.Gradualmente, estão sendo, expulsos.Pouco mais de um em mil,ou talvez um em um milhão,dos asteróides existentes no cinturão original ainda permanecem lá.

Asteróides menores não são objetos primordiais,mas escombros.Ocorrem com tamanhos tão diferentes que aparentemente são produtos de uma reação em cadeia de colisões: asteróides colidem e se estilhaçam,os fragmentos colidem e se estilhaçam,e assim por diante.Alguns são formados por rochas,outros por metais-sugerindo que estivessem origem em diferentes camadas de corpos originais.Aproximadamente um terço dos asteróides pertence a famílias com órbitas similares,o que,voltando no tempo,pode indicar a existência de apenas um ponto no espaço,ou seja,o local da colisão que lhes deu origem.Como as famílias devem se dispersar em períodos entre 10 e 100 milhões de anos ,a formação dos asteróides por colisão é,provavelmente,um processo ainda em andamento.

É assim que se formam planetas.Ao colidir com o planeta,o asteróide sempre ganha peso.Os asteróides não são,portanto,restos de formação de planetas,mas o seu produto final.

asteroide

About these ads

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s